Quem dera a esquerda estivesse no nível de clareza da Deolane e teórico da Dilma


Imagem: redação Pimneta Malagueta/reprodução.

Recentemente nossa redação viu o vídeo da Dra. Deolane falando sobre o Lula e ficamos surpresos com a clareza que ela tinha. Explicou de forma excelente e direta o voto dela no ex-presidente Lula.


Já hoje, ficamos sinceramente boquiabertos vendo a ex- presidente Dilma RousSeff no debate do lançamento do livro do professor Elias Jabbour sobre a China. Fez críticas muito boas, inclusive ortodoxas, citando os Grundrisse do Marx, criticando a noção de projetamento do Ignácio Rangel, rebatendo parcialmente a tese do "domínio da lei do valor" que o Elias tanto fala.


E qualquer um que leu minimamente sobre o tema percebe que são críticas raras, bastante sofisticadas ao autor. Mas não basta o machismo de sempre, dizendo que elas são burras e incompetentes.


Precisa também do desdém do liberal que acha ser um gênio da economia e nem sabe do que se trata esse debate. Além dos doutores e bacharéis hiper especializados que arrotam arrogância, criticam português, mas defendem a terceira via ou Sérgio Moro. Não aguentam 15 minutos de debate, são analfabetos políticos sem espelho em casa.


Dizemos mais: se o militante médio de esquerda estivesse no nível de clareza da Deolane e teórico da Dilma estaríamos numa situação MUITO melhor hoje. Quem dera estivéssemos!

25 visualizações0 comentário