Ataques de base bolsonarista a indígenas Yanomami na câmara dos deputados


No último dia 24 um triste episódio marcou a câmara dos deputados em Brasília, com ataques racistas advindos de Deputados de base bolsonaristas, contra os povos indígenas Yanomami. O etnocentrismo mais uma vez ganha corpo quando se trata dos direitos dos povos indígenas, por homens brancos que ainda trás em sua base cultural e social o perfil colonial e autoritário de seus antepassados para tratar dos povos indígenas.


Os ataques racistas direcionados aos povos indígenas veio incluísse do deputado federal do Pará Eder mauro (PSD), que na sua condição de privilegio ataca os povos tradicionais. Na sessão especial o deputado usou frases como ‘’Índios Fake’’, no entanto a base de oposição que estavam presente na sessão também se opuseram juntamente com os Yanomami, entre eles a deputada Federal do (PSOL) Vivi Reis se impôs dizendo a Éder Mauro que fake era a peruca que ele estava usando. “Fake é essa tua peruca” afirmou a deputada.


Em suas redes sociais após a interrupção da seção a Deputada Vivi Reis (PSOL) postou um vídeo em que fala sobre o ocorrido, e disse ter sido necessário uma barreira humana dos deputados de oposição para impedir a agressão aos indígenas. Em outro vídeo é possível ver a deputada peitando um parlamentar que se direcionava para atacar aos indígenas, e na tentativa de parar a agressão, vivi fica na frente do deputado, ele pede para que ela saia de sua frente, e Vivi dispara ‘’Eu não saio da tua frente não, não vou deixar você chegar perto deles, vamos deixar separado, os indígenas de quem não gosta dos indígenas’’.



A comissão de direitos humanos e minorias foi implodida com os ataques aos indígenas, e o ministro da justiça, o representante da FUNAI e demais autoridades se retiraram do momento, não ficaram para responder e ouvir o que os indígenas e parlamentares da oposição tinham a perguntar e a falar.


A Comissão de Direitos Humanos e Minorias contava com a participação da Funai, do ministro da justiça e da superintendente da polícia federal de Roraima, abordava sobre a situação que os povos indígenas Yanomami estão enfrentando, com ataques de garimpeiros e garimpo ilegal em suas terras. O evento contava com a participação da Funai, do ministro da justiça e da superintendência da polícia federal de Roraima. Diante dos fatores ocorrido a sociedade e os povos Yanomami continuam sem respostas.

6 visualizações0 comentário